Destaques

Controle o acesso web de seus colaboradores de maneira granular e proteja as informações de sua empresa

Controle de acesso web

Além de afetar a produtividade dos colaboradores de sua empresa, acessar aplicativos, como WhatsApp e Skype, sites de redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter, bem como sites nocivos, pode ser perigoso. Isso porque a Internet está repleta de ameaças que podem causar problemas de segurança para o seu negócio.

Uma prática comum dos cibercriminosos é o envio de malwares com links para sites maliciosos. Assim, ao acessar um site nocivo, ele instala um programa malicioso sem que o usuário perceba, podendo comprometer a segurança das informações de sua empresa e degradar a performance de sua rede. É desta forma que ocorrem o roubo e o vazamento de dados, expondo a empresa às multas da Lei Geral de Proteção de Dados, além de riscos à propriedade intelectual.

Como, então, ter controle sobre o que os seus colaboradores estão acessando e garantir a segurança dos dados e das informações de seu negócio de uma forma prática e eficaz?

Uma das maneiras é controlar os acessos de maneira granular, permitindo que o colaborador acesse somente o que é relevante para realizar suas tarefas. Por exemplo, se ele é da área do Marketing e precisa acessar o Facebook, você pode controlar o que ele pode ou não fazer na rede social. Ou no caso do WhatsApp, o colaborador pode usar o app, trocar mensagens de textos, mas não pode enviar arquivos, minimizando o risco de compartilhamento indevido de dados.

No entanto, já aconteceu de você bloquear o acesso a esses aplicativos e, de repente, percebe que os colaboradores estão acessando novamente? Tem dificuldades de manter suas políticas de acesso web sempre atualizadas?

De acordo com a coordenadora da BU de Segurança da MD Systems, Roberta Ferreira, isso acontece porque os provedores destes aplicativos estão sempre adicionando novos IPs. “Por isso, se seu firewall ou solução de filtro de conteúdo fazem o controle por IP, suas políticas estarão, constantemente, tornando-se obsoletas”, diz.

Ela ressalta, porém, que esse “gap” de segurança pode expor sua empresa ao compartilhamento indevido de dados e prejudicar os seus negócios. “Além disso, pode expor ao risco de multas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)”, completa.

A Barracuda tem uma solução que resolve esse problema para você: a CloudGen Firewall, cujo controle de navegação é feito por aplicação, de maneira granular.

Segundo a coordenadora, a solução garante políticas de segurança sempre atualizadas, baseadas em aplicação; visibilidade de navegação por usuário; qualidade na comunicação através de VPN proprietária da Barracuda (VPN Tina); proteção contra ameaças avançadas, como Ransomware; e balanceamento de links, utilizando, simultaneamente, todos os links disponíveis, permitindo redução de custos com links ociosos, o que garante a disponibilidade da operação. “A CloudGen Firewall da Barracuda é uma solução para empresas de todos os portes e segmentos, que necessitam proteger suas informações e garantir flexibilidade e disponibilidade de seu negócio”, comenta.

Está procurando algo assim para a sua empresa?

Entre em contato com a gente para mais informações sobre a solução.

 

Veja os diferenciais da CloudGenFirewall Barracuda:

  • Recursos nativos de proteção IPS, DDOS, Content Filter, Botnets, Geo IP Control etc.
  • Recurso nativo de filtro de conteúdo granular por aplicação e não apenas por IP, sem custo adicional de licenciamento
  • Recursos de SDWAN Nativo, sem custo adiciona de licenciamento
  • Substituição do hardware, a cada quatro anos, sem custo adicional do equipamento (apenas taxa mínima de importação), com suporte ativo junto ao fabricante.
  • Recursos de proteção contra ameaças avançadas e antimalware, com licenciamento a parte.